segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Como educar nos dias de hoje?


Quando pensamos em educação, logo vem a cabeça escola, faculdade, cursinhos e por ai a fora, mais; Será que só isto basta?

Por certo posso afirmar que não é o suficiente, quando pensamos em educação temos uma idéia muito maior que essas citadas acima, há algum tempo atrás se dizia uma frase que era mais ou menos assim “Educação se tras de casa”, pois é isso deveria acontecer também nos dias de hoje, educação deveria vir de casa e quando me refiro à educação não estou falando da educação escolar que essa sim e dever de nós professores instruir, mas, estou falando das coisas que os pais estão deixando de fazer, valores que a nossa sociedade vem perdendo.

Estou certo de que a modernidade não influencia nos valores de uma sociedade, mais o que vejo hoje em nossas escolas esta estarrecedor, as nossas crianças perderam por completo noções de respeito, ética, honestidade..., Os papeis estão invertidos por completo. Fico vendo a maneira com que as crianças tratam os mais velhos, a falta de respeito com seus pais, professores, e a sociedade em geral, e vendo essas coisas me ponho a pensar: De quem é a responsabilidade de educar? E quando me faço essa pergunta logo me surge outra: Educar é a mesma coisa que ensinar? Bem se pegarmos o dicionário veremos que os termos tem definições completamente diferentes, vejamos: Segundo o dicionário educar vem do latim Educare que quer dizer: desenvolver as faculdades físicas, intelectuais e morais a; dar educação a; instruir; doutrinar; domesticar; aclimatar; adquirir dotes intelectuais, instruir-se.

E ensinar vem do latim Insignare e quer dizer: dar, ministrar os preceitos de uma ciência, de uma arte, instruir, leccionar; doutrinar; tornar destro; amestrar; esclarecer; admoestar, repreender, corrigir, castigar.

Se repararmos essas palavras veremos com clareza que são duas palavras completamente diferentes, a escola tem o dever de ensinar preparando nossos alunos para um futuro em que ele possa pensar, e entender tudo que se passa a sua volta, compreender o mundo globalizado e suas diferenças, já educar não é somente dever da escola, mais do que dever da escola educar é dever dos pais, pois como disse a citação acima “educação se traz de casa”, pois só com crianças educadas poderemos ensinar-lhes algo que lhes preparem param um futuro, futuro esse que é cada vez mais difícil, em um mundo cada vez mias competitivo.

E nos dias de hoje isso não vem acontecendo à escola acaba tendo que desenvolver um papel que não é o seu primórdio mais acaba por se fazer necessário pois as nossas crianças não têm a menor noção de educação, e os professores têm que perder uma grande parte do tempo que deveriam estar instruindo seus alunos para lhes educar, e muitas das vezes acabam fazendo o papel que deveria ser dos pais.

Art. 29 - “ A educação infantil, primeira etapa da educação básica, tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança até seis anos de idade, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, completando a ação da família e da comunidade.”(Apud Grosso)

Essa deveria ser a principal preocupação da escola completar a ação da família e da comunidade, devemos rever tudo que esta acontecendo em nossas escolas e transformar, modificar as coisas erradas, temos que ter ciência que o papel principal do professor é ensinar as nossas crianças educando-as para uma sociedade intelectual aonde eles possam pensar e expressar suas opiniões de maneira critica e racional e não apenas ser mais um cidadão que em um futuro bem próximo vá repetir os mesmos erros que cometeram com ele. Uma sociedade forte se constrói com homens e mulheres socialmente, culturalmente e politicamente educados. Mais para isso acontecer, caríssimos, depende apenas que nós não deixemos as nossas crianças ficar nesta mesmice que vem acontecendo nos últimos tempos.

Douglas Garcia.

Discente de Educação Física pela universidade Veiga de Almeida. Estagiário de educação física da Prefeitura Municipal de Araruama

Professor e técnico da Associação de Judô da Região dos Lagos.

Registrado na Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro (FJERJ) sob o nº 150040 e na Confederação Brasileira de Judô (CBJ) sob o nº 44935.


2 comentários:

Renata Emy disse...

Nem me pergunte!

Sou uma péssima professora!!!

Haha...

Bjo

Maria Fernanda disse...

Obrigada por comentar.... adoro seus comentários...
bjs